Cicloviagem no Paraná - PR

14:07 Sempre Girando 0 Comments

Pedalando 24 dias no Paraná de leste a oeste de Curitiba

São Paulo, 08 de novembro de 2011 – Nossa cicloviagem ao Paraná foi completamente inspirada no roteiro sugerido pelo Guia de Cicloturismo Paraná I lançado em 2010 por Antonio Olinto e Rafaela Asprino. Em agosto encontramos os autores em um encontro de ciclistas durante a Feira da Vila Madalena e aproveitamos a oportunidade para esclarecer nossas dúvidas e pedir sugestões para melhor viabilizar o roteiro. Somos muito gratos pela conversa com esta dupla de ciclistas que, com seu trabalho de mapeamento e pesquisa, provê ao cicloturista todas as informações necessárias para um pedal seguro e planejado.

O Relevo Paranaense
Por se tratar de um relevo relativo plano, é bastante tranquilo pedalar no Paraná. A variação altimétrica é maior na região serrana, exigindo um pouco mais de esforço para pedalar. Adilson comentou que “o esforço não é nada comparado aos morros íngremes que encontramos em Minas Gerais. Em contrapartida, pedalar nos relevos planos é muito agradável, permitindo pedalar tranquilamente grandes distâncias à medida que contemplamos as belas paisagens ao redor”. Os morros paranaenses no circuito oeste da rota são predominantemente marcados pela presença de extensos campos de plantações de trigo, feijão, milho, o lucrativo fumo e áreas de pastagens.

As Cidades Paranaenses
O trajeto rumo ao litoral oferece muitas
oportunidades de passeios de barco
Em nosso delicioso trajeto rumo ao litoral, visitamos as cidades de Quatro Barras, Morretes, Antonina, Tagaçaba, Quaraqueçaba, Ilha de Superagui, Ilha do Mel e Paranaguá. A descida pela Estrada da Graciosa proporciona um pedal contemplativo e há inúmeras possibilidades de passeios de barco pelas ilhas e retorno à capital a bordo do trem turístico.
No trajeto rumo ao interior, visitamos as cidades de Curitiba, Campo Largo, Balsa Nova, Lapa, Porto Amazonas, Palmeira, Ponta Grossa, Carambeí, Castro, Tibagi, Ipiranga e Prudentópolis. A paisagem é marcada pela presença de araucárias (árvore símbolo do Paraná), gramíneas e extensas áreas de plantações e de pastagem. No caminho uma parada nas incríveis formações de arenito de Vila Velha, o Buraco do Padre e o Cânion Guartelá são imprescindíveis, além de atrações como os Saltos gigantes.

Corpo e Mente viajam
Uma viagem longa como esta, visitando uma cidade diferente a cada dia, abastece a mente com uma enorme variedade de informações e impressões. Percebemos que nossas mentes não conseguiam registrar acuradamente a quantidade de experiências vividas em tão curto espaço de tempo e, depois de alguns dias, já não nos lembrávamos mais em que cidade ocorreu determinado evento ou o nome das pessoas. Levamos um caderno de anotações para registrar tudo e compartilhar as nossas experiências mais relevantes. Nossa cicloviagem pelo Paraná foi realizada no período de 13 de outubro 2011 a 05 de novembro 2011. Concluímos o roteiro em 24 dias e pedalamos aproximadamente 1.324 km, com uma média de 60 km por dia. Selecione um dos circuitos abaixo e confira  fatos e fotos:

            


Fonte de pesquisa: Guia de Cicloturismo Paraná I, de Antonio Olinto e Rafaela Asprino. Neste guia o cicloturista encontrará o mapa detalhado do roteiro e as respectivas distâncias entre cidades para melhor planejar o seu roteiro de forma integral ou em partes. Confira mais detalhes sobre os guias disponíveis em www.olinto.com.br.

Pedalando 24 dias no Paraná  de leste a oeste de Curitiba São Paulo, 08 de novembro de 2011 – Nossa cicloviagem ao Paraná foi comple...

0 comentários: